segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Quem Pode Esconder de Ti a Alma?


“Toda a tua vida é um segredo
Guardado no silêncio dos teus passos
Discreto, misterioso e subtil
Nos gestos, nas palavras, no olhar...

Quem pode assim, esconder de ti a alma?
Quem pode recusar-te a confissão?
Se da tua boca bebem a imensa calma
Que embala e adormece o coração?

Vagueias pelos céus... Mesmo sem ter asas p’ra voar
Num bailado de sombras quase ausente
Teus olhos franqueando as portas da imaginação
Se abrem sobre a vida de tanta gente...

Quem pode assim, esconder de ti a alma?




Luciano Braz





11 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Noslen ed azuos disse...

Olá, que bom chegar ouvindo Led Zeppelin, vim para agradecer sua visita e suas palavras; também para conhecer seu trabalho e passarei aqui mais vezes.

abração
ns

Majoli disse...

Que poesia linda Luciano, meus parabéns, eu amei.

"Quem pode assim, esconder de ti a alma?"...Invade a gente de forma marcante.

Adoro essa melodia escolhida por você, fazia tempo que não a ouvia.

Beijos.

Anônimo disse...

LINDO SEU LUGAR, GOSTEI DO POEMA E DA MUSICA, ESCOLHE BEM AS PALAVRAS E PARECEM TEREM SENTIMENTO REAL.

MUITO BOM.
BEIJINHO, CASSIA.

Blue disse...

Retribuindo visita e gentil comentário.
Gostei daqui também. Parabéns.

Abraços.

Lampejos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lampejos disse...

E entre cada letra
da mão do mistério
dos passos lentos

...os indícios que vão revelando os segredos da alma.

Prazer,Luciano..;)


(a)braços,flores,girassóis:)

(Carlos Soares) disse...

Show eu vi aqui, amigo. Muito bom mesmo. Parafraseando, deu para vorar sem ter asas, lendo tão belo poema. Obrigado pela visita e volte sempre.Um abraço
Ah gostei também da "carta ao pai". O meu deve estar tocando sanfona no céu

cheguevara disse...

hey, buena letra y excelente música
CHE

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! E essa alma que nos acompanha e nos sonhos nos deixa para vagar pelo mundo e nos trazer lembranças de lugares que não conhecemos, viva essa alma tão viva neste poema.

Um abraço!!

Brisa Inaê disse...

Poeta amigo!

Vivemos a procura de respostas, em um paradóxo entre certo, errado...
Segredos, desejos... quem não os tem?
A nossa mente e o nosso coração guardam os mais sublimes e os mais profanos sentimentos...
E é isso que nos torna especiais!