quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Eu ... a Bailarina ... o Silêncio!!!


Estou novamente com o silêncio ...
Esse velho companheiro…


Gestos, murmúrios, vem com a imaginação ... à realidade!

Desceu a noite fria, envolvendo de sombras a terra gelada...

Vêm o silêncio e a escuridão, libertando-me do torpor que as horas do dia me condenam.

Eis-me aqui, transpassado pela tua memória!
Que poder é este que tens sobre mim que me estilhaça?

Fecho os olhos e Estremeço ao sentir-te dançando em minha volta
Pára e sossega-me!

Não há noite que não estejas presente quando faço por adormecer
Pára e sossega-me!

Que são estas memórias serenas, estas idéias peregrinas que nas noites frias me aquecem e apaziguam a alma senão a chama desta vontade e deste querer amar-te e te ter?

Infinitas vezes pergunto, num murmúrio que se desfaz em silêncio… Será possível, em tempo como este, viver vidas antigas, histórias sagradas que se sentem como um beijo profundo?

Terá sido o pó das estrelas que nos tivesse aspergido este querer, esta vontade, esta idéia de um amor que teima em me envolver?

Se pecado há, é este de crer teimosamente no sonho que nos resgata da miserável lei da vida.

Chamo por ti, mas apenas o silêncio me responde,
Vem ... Pára e sossega-me!

Fecho os olhos
Porém deixo claro ... não adianta a solidão insistir em me abraçar ...

Eu não vou deixar de te Amar,
Não vou parar de te olhar,
Vou trazer-te ao meu mundo ... Queres vir ?

E depois disso nem a cegueria rouba minha felicidade
Pois viverei com a alegria de ter visto o que poucos vêem ...
O teu sorriso ... a tua majestade ... bailando sobre meus sonhos ...
No silêncio do nosso momento ... Sim ... Fron This Moment !


Luciano ... Uma Bailarina ... O silêncio!!!
Curitiba ...
A madrugada se aproxima ... com ela longiquos pensamentos ...





12 comentários:

Brisa Inaê disse...

Os nossos desejos, sentimentos, sonhos são completamente inusitados e capazes de proporcionar momentos de completo
êxtase...são eles que ao mesmo tempo que atormentam, tornam acontecimentos, pessoas em eternos... só eles são capazes de nos tornar melhores

Parabéns!

Luciano Braz disse...

Você tem Razão amiga!

Muita razão !

Obrigado pelo carinho.
Luciano

Anita disse...

Olá Luciano,

Muito bela sua poesia, como se diz, às vezes o silêncio fala mais alto.

Obrigada pela visita, volte sempre.

Abraços.

Lua Clara disse...

Vc usa as palavras de modo a nos fazer pensar que sente o que expõe, nos envolve!

Se sente parabéns,se não, considere-se um ótimo jogador com as palavras.

Majoli disse...

Meu amigo,estou sem palavras pra dizer do quão suas palavras me invadiram.
Parabéns!!!

Que forma deliciosa de dizer da saudade, da noite, da madrugada.
Que bom foi ter vindo aqui nesse início de madrugada me alimentar do jeito lindo que você escreve.

Adorei a melodia também.
Beijos no seu coração e uma madrugada de paz pra ti.

Lampejos disse...

Luciano,

Carícias entre tu à bailarina e o silêncio
...assim como há nas pétalas do mar


cega fica a noite
ante a iluminada beleza
de tus palabras

delicada anatomía
dos olhos
do corpo
do amor que teima te envolver.

[belíssimo poema]


(a)braços,flores,girassóis..:)

Princesa disse...

O meu amigo
o seu blog também é lindo estou a gostar imenso
vou voltar e o espero no meu sempre também
um beijo e um belo dia

Blue disse...

E é nestas madrugadas frias de Curitiba, que a saudade bate forte, me trazem lembranças....... agora frias!
Nem sempre queremos ouvir o silêncio.

Abraços e também bom final de semana.

Luciana P disse...

Nossa!
Deu até pra suspirar!
Que lindos e suaves versos!
Tem o encanto de uma bailarina realmente.

Parabéns pela inspiração!

E que esse silêncio te traga sempre inspiração!

Beijos!

Mariana disse...

Belas poesias. Foi um prazer encontrar o teu blog.Passo a ser tua seguidora.

Poeta Mauro Rocha disse...

Esse balé com o silêncio que envolve o leitor com tanto sentimento faz com que seu texto provoque esse delicioso pecado de ser lido várias vezes.

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e