domingo, 2 de maio de 2010

IUS QUOD JUSTUM ?


As pessoas se convencem de que a sorte me ajudou, mas plantei cada semente que o meu coração desejou!
Algumas culminaram em grandes arvores, que frutíferas ou não, possuem poderosos troncos de raízes profundas, cada qual em sua dimensão subsidia bases sólidas para o alicerce de mim, promovem oxigênio e equilíbrio as minhas sensações.

Todo o dia é assim, planto sementes, colho fotossíntese, os resultados das escolhas transformam e norteiam a construção da consciência tornando-me cada vez mais Eu.

Faço o que quero, admito, não estou sempre com a razão, mas jamais me desespero, sou dono do meu coração (esta é uma conquista de poucos).

Procuro apenas pelo justo, não me coloco no centro do mundo como Descartes, também não me iludo com o Teocentrismo (não gosto da ignorância do medievo), mas não posso negar que preocupo-me com o meu Antropo (confuso?).

Defendo o empirismo, provem queridos, provem!,
O grau máximo da realidade esta em percebermos e aprendermos através dos experimentos sensitivos, Aristóteles já nos ensinou isto desde a antiguidade. Caso contrario ainda estaremos no “Mundo das idéias” de Platão, ou seja escondidos entre as sombras da caverna.

Luto contra o conceito do racionalismo, sabe, ouso dizer que a razão é o demônio da história e que o homem a cultivou, por enfrentar o que os outros vêem por certo, me tornei o que sou, um valente e incompreendido sonhador.

Não quero ser apenas mais um ator a cumprir as regras dos fatos sociais (embora respeite os conceitos de Durkhein), e se “IUSTITIA EST CONSTANS ET PERPETUA VOLUNTAS SUUM CUIQUE TRIBUENDI” , tenho vivido lutando por meus objetivos na esperança que as conspirações universais me levem ao encontro desta realidade, que a minha parte seja regida por conhecimento, compreensão e amor (respectivamente).

Dia destes, me perguntaram aonde encontrar o justo, infelizmente não sei, não me sinto a vontade para ousar responder, só me importa que no final desta existência, ele (O Justo), esteja impresso no Palimpsesto escondido pelas tatuagens de minha alma.

Tudo pode sofrer interpolações, menos os sentimentos verdadeiros, as vezes me sinto escravo deles e como Hegel já dizia, os escravos transformam a natureza, portanto, eis o conceito da vida, não ser um mero coadjuvante no teatro da existência.

Como percebem sou um cara meio louco, mas só os loucos sabem dos prazeres da insanidade, na verdade o que busco é simples, enquanto John Nasch ganhou o Nobel ao descobrir a fórmula ╠ пa (Sa*, S-a*) ≥п (As, S-a*), VSa,a ╣ , eu só busco ser feliz, e para isto me entrego ao máximo aos meus sonhos. É claro que nem tudo da certo, nem sempre sou bom o suficiente, neste caso a vida é quem define a minha parte, o meu justo.
Mas IUS QUOD JUSTUM, aonde esta o justo?

Não sei, e nem estou a fim de pensar nisto agora.

Andemos queridos, andemos, a vida não para ... precisando estou por ai , pelos trilhos da vida!


Luciano Braz


O meu coração pirata toma tudo pela frente, mas a alma adivinha o preço que cobram da gente ... e fica sozinha ...




Trecho da Palestra - Gestão de Conflitos - 21/05 em ITAJAI- UNIVALE!









Nota :
Deixo registrado também aqui neste espaço virtual, meus agradecimentos ao carinho e apoio recebido de meus amigos, colegas de trabalho e até alguns companheiros aqui da rede virtual que me dedicaram energias positivas nestas duas semanas após o acidente, ja passou o susto, to denovo na área rsrsrs!

Alegria, alegria, alegria ... vamos sorrir gente, boa semana!

Último recadinho:



31 comentários:

Majoli disse...

Oi meu querido, vou começar pelo final, não fiquei sabendo de acidente nenhum, se não te dei força foi porque não soube, mas fico feliz em saber que estás bem.
Se der me conte depois o que houve, tá?

Quanto ao teu texto, você é um "louco" lindo, diz tanto em tuas palavras, que sempre leio de novo.
Também não sei dizer onde está o justo, mas como ouço dizer, não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe...rsrs.

Nos encontramos por aí, pelos trilhos da vida, inté lá.

Adorei a escolha musical, encaixe perfeito com teu texto.

Beijos desta amiga que te adora muito.

Se cuide meu querido.

Luciana P. disse...

Acidente? Que acidente???

Bom, hoje você está filosófico! Todo mundo tem um pouquinho de louco e se assim não fosse, o racionalismo tiraria toda a nossa graça, rsrsrs...
Essa coisa de tentar encontrar razão e explicação pra tudo é um saco. Não suporto isso e sou avessa ao padrão normal de comportamento. Por isso arranjo tanta encrenca.
Adorei a sua análise psico-filosófica acerca das atitudes humanas.

Beijos pra ti e se cuida!

Ricardo Calmon disse...

Rapá qui accidente?
Mi conta ,vá!
Post mui bem fundamentado o teu,o meu ,não discordo nada daquela minina psicanalista,ela foi fundo e verdadeira!

te abraço!

viva la vida!

Ricardo Calmon disse...

cositas de los machos migo meu,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!

te abraço,Luciano,uma semana de paz e trabalho!
viva la vida!

angela disse...

Que bom tê-lo aqui de novo brilhante como sempre.
Uma boa semana
beijos

*Mi§§ §impatia* disse...

Oi querido, vim agradecer as lindas palavras deixadas em meus blogs, obrigada viu?
E claro que seremos amigos, que essa amizade sempre cresça e cresça...
Uma linda semana pra ti, beijos.

Pena disse...

Sublime Amigo:
"...Defendo o empirismo, provem queridos, provem!,
O grau máximo da realidade esta em percebermos e aprendermos através dos experimentos sensitivos, Aristóteles já nos ensinou isto desde a antiguidade. Caso contrario ainda estaremos no “Mundo das idéias” de Platão, ou seja escondidos entre as sombras da caverna..."

Creio que ao sentir-se bem assim, sentir-se-á feliz. Num mundo que faça maior sentido.
Parabéns. Excelente Post feito pelo seu "cunho" de ouro.
Abraço amigo de um respeito, estima e consideração gigantes.
Sempre a admirá-lo.

pena

Bem-Haja, pela simpatia no meu blogue.
Bem-Haja, sincero amigo.

Luciana disse...

Dois preguiçosos é que nós somos hein xará?rsrs
Acredito piamente na lei dor retorno e andei colhendo a pouco tempo atrás coisas não muito legais,sinal de que não plantei o melhor né?Mas agora ando em policiando,e vamos ver no que vai dar né?
Amo essa música(só é triste pq revela q estou ficando velha)
Bjos e vê se não some(eu vou tentar rsrs)

Luciana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ValeriaC disse...

Luciano, muito legal o que você escreveu...adorei também estes quadrinhos...o ultimo então...mensagem perfeita...e vivamos mesmo a vida...com toda a liberdade e alegria de sermos quem somos e lutarmos por todos os nossos sonhos.
Fiquei muito feliz com sua presença lá no meu cantinho viu?
Não fazia idéia do que tinha te acontecido e muito me alegra que você esteja bem...
Tenha uma semana maravilhosa...
Beijos...
Valéria

Everson Russo disse...

Um forte e fraterno abraço pra ti amigo,,tenha uma belissima semana de muita paz e muita poesia na alma.

Livinha disse...

Lu meu querido a recíproca é verdadeira, adoro ler tudo o que escreves e sinto saudades quando tu demoras.
caramba quanta filosofia, quanta poesia nessa alma tua.
Justo não vejo nada comparativo ao sublime cara lá de cima, onde quarda consigo todas as razões desse mundo...

Perfeito mocinho, nossa eu me deleito nas tuas sagradas notas que saem do teu mais profundo....

parabéns!
bjs
Livinha

Gilson disse...

É isso mesmo Luciano, a nossa vida é construida de escolhas e batalha e assim nossa árvore vai crescendo e se nutrindo pela seiva que jogamos para ela. A justiça está em sabermos tomar decisões pautadas em bons sentimentos e isso tenho certeza de que você faz muito bem.

Abs

Dalila.F disse...

Ei,Luciano,que acidente foi esse,rapaz? Eu nada soube. Agradeço suas palavras lá "Nas Esquinas". Ótimo,vc! Sabe,sou como vc:adoro filosofia,aliás,as ciências humanas,de uma maneira geral. Concordo plenamente com "não posso ser um mero coadjuvante no teatro da existência", mas,por causa disso,embarquei em sonhos que viraram pesadelo.Inclusive,acabei de criar um espaço para contar essa história.Estou deixando o link aqui,justamente com o psudônimo que uso pq não quero me identificar,por motivos óbvios.Gostaria mto que vc participasse pq SEI que vc tem conteúdo para analisar e enxergar com os olhos do coração. Qto a encontrar O Justo... será que existe O Justo? Creio que não pq nada é absoluto ou universal. A própria natureza da Juatiça embute,em si,as flutuações da emoção.O coração engana até o Justo. Enfim,isso seria motivo para horas de uma conversa rica e cheia de descobertas. Uma pena "conversar" sobre coisas tão importantes,pela internet.
Bjsss,meu amigo. Fique bem e se cuide bastante. Te espero no tal blog,ok?
LuCordeiro

Chris... ჱܓ disse...

Olá Luciano!!
Obrigada pela visita e palavras de carinho no meu blog.
Nossa... menino!
Quantas palavras sábias você escreve...
Adoro ler teus posts...
Sonhar... Lutar pelo sonho! Mas quando tudo se realiza, a gente se sente compensado... E isso é o que conta sempre!

Uma linda semana de paz!
Bjos!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Não estava sabendo do acidente, ainda bem que você já está legal e espero que fique melhor ainda a cada dia.Quanto ao post, de filósofo todos nós temos um pouco rsrs
Se cuide
Abração

Anônimo disse...

Lindo como sua alma!
Amamos você.

Equipe Boti!

ROSANA VENTURA disse...

Eu é quem agradeço a visita, e aguardo sempre o retorno...pode entrar, pegue uma cadeira, se estique na rede...estará sempre em casa!
LINDO post!
bjosssss

Anônimo disse...

Oi Maninho!
Eu ja disse que te amo hoje? Roubei a fala, mas adoro repetir tudo o que vc diz.
Beijos meu nego, ai que saudade e vontade de te morder, parece que to vendo vc se abobando na minha frente, vem até qui mi vê no dia da palestra?

Lú!

Majoli disse...

Vem comer um pedaço de bolo comigo no Rabiscos???????????

Tomara que você leia este recadinho, te quero lá na minha festa de um ano do Rabiscos meu querido Luciano.

Beijos enormes pra você.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Sorte, competência,simpatia, caminham juntas, amigo Hugo. E tenho certeza que é merecido. Um abração

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Yes! Neste parágrafo, disseste tudo!
*O grau máximo da realidade está em percebermos e aprendermos através dos experimentos sensitivos, Aristóteles já nos ensinou isto desde a antiguidade. Caso contrario ainda estaremos no “Mundo das idéias” de Platão, ou seja escondidos entre as sombras da caverna*
Poderia dizer que aprendi isso na Escola de Filosofia. Mas eu digo: Não! Aprendi
na Escola da Vida e na convivência com Seres que fazem a diferença, como o amigo.
********

Um belo dia
O amor veio até mim
Quando o amor era raro
Como o amor pode ser
Vi estrelas
Brilhando no azul e claro céu
Flutuamos juntos
Pela primeira vez e para sempre
O amor veio até mim
Uma linda noite
O amor nos deixou ver
Quão longe estaremos
Quão bem estaremos
Vimos um mundo
Que ninguém jamais vira antes
Era o mundo
Onde o amor pode começar
Com o ritmo do coração
O amor veio até mim
Vi estrelas
Brilhando no azul e claro céu
Flutuamos juntos
Pela primeira vez e para sempre
O amor veio até mim
Uma linda noite
O amor nos deixou ver
Quão longe estaremos
Quão bem estaremos
Vimos um mundo
Que ninguém jamais vira antes
Era o mundo
Onde o amor pode começar
Com o ritmo do coração
O amor veio até mim
O amor veio até mim
O amor veio até mim
O amor veio até mim


Rita Coolidge
Trad. da Reeuedaí?


Abraços, Luciano, e à família.
Muito obrigada; foste, sim, solidário.
Renata Maria

Ângela Coelho disse...

Agora entendo porque estavas sumido. Vou me unir a todos que já perguntaram - Que acidente foi este? Que bom que estás de novo na área.
Adoro tudo que escreves, e o que acabei de ler foi muito profundo.
Beijos e bom retorno.

Poeta Mauro Rocha disse...

Sorte!! E se não fizer nada? será que ela bate na porta? Acho que não!!

Um abraço!!

lis disse...

Oi Luciano
Bom sabe-lo retornando e com tao belo texto sobre como ser verdadeiro e a justiça sendo complemento.
Obrigada por compartilhar .
abraços

Reflexo d Alma disse...

Ei!Passei pra deixar um bj e pra ler com calma.
Seu post é complexo
e hj não estou bem de saude, volto amanhã pra comentar
depois de absorver bem o que leio.
Te espero la no meu canto
com poesia pra alma .
Bjins entre sonhos e delírios

Poeta Mauro Rocha disse...

feliz dia das mães e peço emprestado esse poema do nosso poeta maior e faço essa homenagem:


Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

Mari Amorim disse...

Ola!!
Desejo a você, que a vida seja um paraíso absoluto
que o amor seja um sol que aquece
e que em alegrias o caminho tece!
Boas energias,
Mari

Majoli disse...

S A U D A D E S

S A U D A D E S

S A U D A D E S

S A U D A D E S

S A U D A D E S

B E I J O S

B E I J O S

B E I J O S

B E I J O S

rsrsrs.

T
E

A
D
O
R
O

MULHER DE FASES! disse...

LUCIANO QUERIDO, DESCULPE A AUSENCIA, Q ACIDENTE GURI??
ME CONTE,POR FAVOR!!
VC ARRASA MENINO, COMO ESCREVES LINDO, SONHAR É A MAIS PURA DAS REALIDADES...
GDE ABRAÇO E ESPERO Q ESTEJA BEM!!
Q FRIO NA NOSSA CIDADE NAO É???

MULHER DE FASES! disse...

AH,AMO ROUPA NOVA E ESSA MÚSICA!!!!