domingo, 11 de abril de 2010

Alma Viúva!



"Nunca prometo às pessoas que AMO que o tempo sempre será ensolarado , mas posso prometer sim, protegê-los com um guarda-chuva, quando chover. "


Alma, Viúva !

Alma viúva das paixões da vida,
Tu que, na estrada da existência em fora,
Cantaste a melodia do Amor,
Na existência agora,
Triste soluças a ilusão perdida.

Vem comigo em frente ao espelho,
Quero ouvir um bom conselho,
De quem sei que me ama...

O rapaz na minha frente,
O que eu sinto, ele sente,
Nem que queira ele me engana.

Se dizes que tens saudade,
Eu não nego, é verdade,
Nem consigo acreditar.

Meu coração ainda há adora ...
Nem o orgulho há ignora,
Mesmo assim na mesma hora,
Sente raiva de amar.

A saudade atrás da porta,
A ausência do sono,
As lembranças... Como me permiti entregar-me tanto?

Meu coração, não sei porquê ,
Perde o rumo, cada vez há vê!
Como evitar essa paixão?
É um mal que não tem cura,
Que não sai do coração.

Entre um beijo implorado,
Um amor ignorado,
Sonhos, ilusões e loucuras,
O que falta Eu aprender?

Acordar...
Talvez!

Luciano Braz
3:21 horas – 11/04/10





"Esperança é a virtude de saber esperar"
Esperar é permanecer com o coração e a presença plantada lá onde existe uma promessa, um convite, ou melhor, lá onde está o objeto de nosso desejo e sonho. Permanecer, por sua vez, quer dizer estar vigilante, aconteça o que acontecer. Ter esperança pode ser muito bom e quem assim espera e permanece, aprende a “gratuidade” da doação que incondicionalmente encontra realização maior no esperar do que no acontecer.
Muitas vezes no intimo uma voz soa, “Nem precisa esperar, pois não irei” , mas quando estamos subalternos aos desejos em espírito dizemos em resposta : “Nem esquenta, vou esperar assim mesmo”.
Tal atitude nos liberta da dependência infantil acerca da esperança, aquela que somente cria revolta e desânimo pela ausência do que tanto sonhamos e buscamos como objeto de nossa realização.
A pessoa que entende isso bem descobriu que a esperança é uma das maiores expressões do amor, amor ilimitado, que não coloca condições para amar, mas ama por amar, gratuitamente, sem cálculos, ou seja, simplesmente porque amar é tudo o que sabe e rege sua vida!
Mas quando e esperança é loucura, sem nexo diante dos fatos? Quando um olhar já te contou que nada existe e você não é bom o suficiente para conquistar determinados sonhos?
Hoje estava pensando sobre isto, e cheguei a conclusão de que:

“É bom ter esperança, mas é ruim depender dela”.

Então continuemos ... e que a vida nos ensine como conduzir nossas expectativas e esperanças!

Por hora pego meu Guarda Chuvas e prossigo, quem sabe no caminho me depare com a Fada Azul.

Não entenderam?
Ótimo !
Eu não vim pra me explicar, eu vim pra confundir !



Boa semana a todos!
Meu abraço, respeito e carinho!




43 comentários:

Luciana P. disse...

Oi, Luciano, você está romântico e filosófico hoje, hein...rsrsrs.
Adorei a poesia e a reflexão. Esperança é um sentimento frágil, pois, enquanto o tempo passa e nada acontece, ela vai desaparecendo.
E quanto ao guarda-chuva para proteger, só podemos fazer isso a quem se permita ficar embaixo dele.
Ando cética ultimamente, não ligue, hahahaha.

Linda postagem! Perfeita!

Beijos pra ti e uma ótima semana!

Gilson disse...

Luciano

O que está havendo, romantismo a flor da pele, esperança e fortleza de quem tudo supera no aguardo do retorno de quem tanto ama.

Abs

Gilson disse...

PS: Não esquece de entrar como seguidor nesse Blog que estou remontando. Perdi o anterior.

Abs

Livinha disse...

Luciano, que lindo poema, tão pronto, tão delineado feito de tua alma. Desejei te-lo feito, existem pontos de mim...
Tua alma vive em constante passeio, observando, analisando e procurando entender tudo... Que bom, eis a compreensão se achegando, indagações, reflexões em ti se instalando...

"Mas quando e esperança é loucura, sem nexo diante dos fatos?"

Esperança é loucura quando fora da compreensão de que "outros" não estão prontos. É o dito amor incondicional, que nos leva a aceitar o que ainda está fora do nosso alcance.
Tudo seria tão diferente, se apenas dependesse da gente...
Ah Luciano, Luciano, eu bem que te compreendo.
Sabe, depois de uma viagem intensa de 5 anos, agora sinto que estou voltando para casa de mim... Nas mãos o vazio, mas na alma tantas revelações, que me choca a compreensão, mas vou seguindo...

Parabéns poeta, que sincronismo perfeito nas tuas escritas. Lindo, lindo.

Feliz semana
bjs
Livinha
=)

Cris disse...

Luciano, lutar com o amor já é batalha perdida...rs
Uma hora o coração abaixa a guarda e se rende, se entrega. Se faz refém de corpo e alma.
Sossega o coração, porque se é amor....ahhhhhhhhh, nada vai adiantar. nem mesmo uma boa conversa no espelho...rs
beijo

Mari Amorim disse...

Luciano,
Excelente semana pra você,fico feliz quando venho aqui e leio seus posts tão inteligentes.
Boas energias!
Mari

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Luciano! Lindo demais!
Parabéns!
Aquele abraço!
***********

Sabe que eu perdi o meu unicórnio? Lindo! Azul!

Meu unicórnio azul ontem se perdeu
pastando o deixei, e desapareceu
por qualquer informação bem vou pagar
as flores que deixou não me quiseram falar.

Meu unicórnio azul ontem se perdeu
não sei me deixou, se de mim se desgarrou
e eu não tenho mais que um unicórnio azul
se alguém dele souber, rogo-lhe informação
cem mil ou um milhão eu pagarei
meu unicórnio azul ontem se perdeu
se foi.

Eu e o unicórnio azul fizemos amizade
um pouco com amor, um pouco com verdade
com seu corno de anil pescava uma canção
sabê-la partilhar era sua vocação.

Meu unicórnio azul ontem se perdeu
e pode parecer até uma obsessão
mas não tenho mais que um unicórnio azul
e mesmo que tivesse dois, só quero aquele.
Qualquer informação eu a pagarei
Meu unicórnio azul ontem se perdeu
se foi.

Meu Unicórnio Azul
Silvio Rodriguez
Trad. da Renata M. P. Cordeiro

Boa Semana, amigo!
Renata

angela disse...

Lindo post, o poema e a esperança. Desde os tempos dos gregos já se tinha duvidas se ela era um bem ou um mal. Uma questão sem reposta absoluta até hoje...ainda bem...rs
beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Luciano
Gostei muito do poema, quanto a esperança embora não possamos viver só de, mas ela é fundamental para nos ajudar a viver.
Uma ótima semana para você
Abração

Luciana disse...

Escreve muito bem.
O amor inspira né?
(a falta dele(o amor) tem me deixado sem inspiração,mas eu prefiro)
Gostei daqui e volto(eu gosto de ameaçar rsrs)

@philipsouza disse...

Vejo o romantismo no ar, juntado com seus textos....

abraçao

Ava disse...

Luciano, não desista... A Fada Azul vai estar em algum lugar, e quando menos esperar, em um dia chuvoso, ela estará a espera do teu guarda-chuva...rs

O amor não manda recados, não manda sinais, não manda avisos...

Ele chega e pronto...

Quando ele chegar, simplesmente seja feliz!


Beijos e carinhos meus!

Ava disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
*Mi§§ §impatia* disse...

Oi Luciano, temos alguns amigos blogueiros em comum e atraves deles cheguei até vc... adorei seu espaço, seus textos são otimos, parabens.
Já estou te seguindo e assim poderei vir sempre.
Aproveito pra te convidar a conhecer meus blogs e me seguir caso queira ta?
Beijos.

http://deliriosdamiss.blogspot.com/

http://cantinhodamissrj.blogspot.com/

lis disse...

Ausensia do sono
talvez... " a saudade atras da porta" " nao sei
to toda assim agora rsrs
boa semana e muitas esperanças nos nossos caminhos.
adorei o poema
boa semana com abraços

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Luciano,

Dessa vez voltou pra valer? Arranjou tempo pros amigos nessa blogosfera? O amor mesmo quando queremos esconder, é sentido pela atmosfera que nos cerca.

Maravilhoso começo de semana, querido amigo.

Rebeca


-

LuCordeiro: disse...

Olá,Luciano! Rapaz,qta dor e amor nesse poema! Lindo e tão sofrido! Amar é mto bom,mas,às vezes,nos machuca demais.Fazer o quê? Vivemos à mercê desse sentimento.
bjsss... Poeta de coração terno.

Pena disse...

Estimado e Precioso Amigo:
São tempos que não voltam mais.
Tem uma sensibilidade gigantesca num texto sublime onde os seus pensamentos o levam longe de forma perfeita e fabulosa.
Parabéns sinceros Escreve maravilhosamente.
Bem-Haja, pela sua amizade.
Abraço forte de uma amizade sincera.
Sempre a respeitá-lo e a estimá-lo

pena


Excelente, amigo extraordinário numa capacidade literária fantástica.
OBRIGADO.
É muito sensível.

Elcio Tuiribepi disse...

OLá amigo...como não te entender, tá entendido...rsrs
Esa esperança impregnada de sublimação onde o tempo é companheiro de jornadas, é amelhor de se ter, pois a vida não para e voc~e não fica parado esperando acontecer, você apenas observa, mas vive, vivendo ao lado dela, não atrás...rsrs
me fiz entender? Também não...ah...rsrsrs
Um abraço na alma...bjo no coração amigo...rs

Everson Russo disse...

Meu amigo, perfeito esse Alma Viuva...gostei do conselhos em frnte ao espelho...abraços fraternos e o desejo que tenhas uma semana cercada de paz...

Ricardo Calmon disse...

Meu Bom Luciano:

Cachoeira aquela,é a dos primatas,na floresta da tijuca,parte do resíduo da mata atlantica,no rio de janeiro,situa-se no bairro do horto florestal,me benho lá dias todos,chuva ou sol faça!É Linda!Criei meus filhos nessas matas e águas,coisa de amazonense!Boa

postada ,bombou uai!

te abraço,sempre!

viva la vida

ROSANA VENTURA disse...

Passei para retribuir a visita e me deparo com um Blog "BISSURRRDO" de lindo!!!!
Amei teu cantinho, voltarei sempre!
Ah propósito lindo texto!

ValeriaC disse...

Luciano, que lindo o que você escreve...a tempos lia seus comentários em outro blog, acho que no da Livinha e hoje vim te conhecer...estou te seguindo com meus dois blogs.
Quem nunca viveu o que você lindamente escreve...lição difícil...mas ainda assim ... lição que infalivelmente nos fará crescer...
Gostei da sua visão de esperança...concordo com você...sonhar nos impulsiona, mas jamais devemos nos tornar escravos de um sonho.
Um grande abraço...
Valeria Carvalho ou ValeriaC

Fernanda disse...

Luciano,

Vim até aqui atrás de alguém, afinal este mundo é pequeno apesar da sua imensidão.

O seu poema prima pela genuinidade e beleza. Gostei muito.

Abraço,

Everson Russo disse...

Uma otima terça feira pra ti amigo...forte abraço.

Mariana disse...

Verdadeiro e de uam forma bela a tua postagem.
Mostra amor, sensibilidade.
gosto de visitar-te.

Mariana disse...

Verdadeiro e de uam forma bela a tua postagem.
Mostra amor, sensibilidade.
gosto de visitar-te.

Majoli disse...

Oi meu querido, cheguei...rsrs.

Adoro quando você vai no Rabiscos e também adoro vir aqui te ler, você tem um jeito tão especial nas palavras, parece que te ouço.

Se cuide, seja feliz, sonhe e não perca nunca a esperança, ok?

Beijãozão pra você meu amado amigo.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi amigo.........sem chance de não aceitar este convite hein!! rsrs

Agora vamos a parte colada...

Oi...te convido a participar do Festival de Haikais no meu outro blog, o Verseiro – folhas, frutos e raízes (http://frutosdoverseiro.blogspot.com )
Não precisa seguir regras e métricas, fique a vontade e exercite sua criatividade caso nunca tenho feito um...participe...e olha, pode ser um poemeto também...rs...
Um abraço na alma, um beijo, uma folha, um fruto e uma raiz...valeuu...te aguardo por lá...

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Parabéns,amigo Hugo.Pela inspiração,romantismo envoltos em certo mistério. Um abração e ótimo final de semana

Sandra Botelho disse...

todas as vezes que venho aqui saio emocionada.
Tudo tão verdadeiro e tão lindo.
Bjos na alma!

Livinha disse...

Gosto muito e acho deveras especial, teus comentários, por seres tão profundamente pensante.
então,hoje tenho uma postagem muito especial e conto com a sua presença. Afinal, faz parte de nossos interesses em comum...

Linda semana!
Bjs
Livinha

Cris França disse...

Lu meu amigo

vc acertou a mão nesse poema! bjo grande!

Espaço Aberto disse...

É com imenso prazer que chegamos até a sua casa e convidamos você a fazer parte do Espaço Aberto – Um blog para todos! Lá você em breve encontrará proposta para postagens coletivas (Tem uma ótima que já está pronta para ir ao ar!), sorteio de brindes, entrevistas, publicações dos mais diversos assuntos, enfim você não pode ficar de fora. Venha participar!

Clarice disse...

Luciano, há quanto tempo ... andei sumida, muitas mudanças, boas, mas que me deixaram sem tempo. Querido, pra que o guarda-chuva, vá na chuva! (risos!). Adorei o final, eu não vim para explicar, vim para confundir .... adorei!
beijos da janela.

Everson Russo disse...

Venho trazer ao amigo um forte abraço e desejar um belo final de semana de paz.

Espaço Aberto disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Vim desejar Boa Noite, amigo. Não sei se a encontro amanhã, porque estou um tanto adoentada.

**********

HOMENAGEM AO *25 DE ABRIL* DOS POVOS DESTES E D´ALÉM-MARES

Do jeito da Renata M. P. Cordeiro

Surdo murmúrio do rio,
a deslizar, pausado, na planura.
Mensageiro moroso
dum recado comprido,
di-lo sem pressa ao alarmado ouvido
dos salgueirais:
a neve derreteu
nos píncaros da serra;
o gado berra
dentro dos currais,
a lembrar aos zagais
o fim do cativeiro;
anda no ar um perfumado cheiro
a terra revolvida;
o vento emudeceu;
o sol desceu;
a primavera vai chegar, florida.

ANUNCIAÇÃO

Miguel Torga

Tags: Primavera, Liberdade, Solidariedade, Amor.

Abraço.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

E já que Maomé não vai até a Montanha, a Montanha re.vem até Maomé.
Recomendações à família.
Renata

Chris... ჱܓ disse...

Olá!
Te encontrei através de amigos em comum e adorei o teu blog... Tuas escritas são lindas...
Parabéns!
Realmente devemos ter esperança, mas não devemos depender dela.
Afinal depende do que quer que seja, é sempre perigoso.

Amei o teu espaço.

Estou te seguindo e voltarei aqui.

Bjos mil...

Espaço Aberto disse...

Oi Luciano...aqui é o Elcio, li seu comentário e até imagino o que aconteceu, mas vamos colocar uma pedra neste assunto, tudo não passou de um mal entendido...è realmente dificil essa coisa da escrita, muitas vezes as palavras ganham outras conotações, diferentes do sentido que damos a elas...tudo bem? Espero que sim...que permaneça a amizade
Pois queria te convidar para falar sobre um dos assuntos do qual vamos abordar no Espaço Aberto. Seria sobre Recursos Humanos, emprego, motivação, essas coisas. Não é sempre, para não pesar para ninguém, seria numa semana pré combinada, asssim como vamos fazer com quem vai abordar por exemplo: fotografia, viagens, literatura, saúde...como se fossem colunas de uma revista ou um jornal...
Se topar me avise ok...
Um abraço na alma...bom fim de semana
Vou apagar os comentários lá e começamos tudo de novo ok...rsrs
Não deixe de aperecer...eu jpa estava contando com sua participação para essas dicas...valeuuu

Ângela Coelho disse...

Adorei o poema, como tudo que tu posta.
Beijos.

Lethéia disse...

Arrenbentou! Amei ! Parabéns beijos