domingo, 15 de novembro de 2009

Hoje Vou Transformar-me!




Hoje vou transformar-me num cenário de amor.
Quebrar a monotonia.
Encher a vida de prazer.

Ouvir meus sentidos.
Me transformar em luz.
Cheiro. Toque. Som.
E envolver-te toda
Num momento especial.

Pela janela entreaberta,
Cúmplice de minhas artimanhas,
Uma nesga de luar...
Vestido de prazer vou te procurar!

Entregar-te minha pele e o gosto do meu toque,
Desfrutar do frescor e da textura do teu corpo.
Te sentir espalhada, entregue, rendida aos meus prazeres...

Nosso amor será embalado por um fundo musical, suave e terno,
Um piano ou um violão,
E no auge da loucura,
Uma balada que acompanhe o ritmo do nosso coração.

Antes de amanhecer o dia te servirei champagne,
Brindaremos ao desejo ...
Entregarei uma flor e uma mordida nos lábios...
Para que te lembres eternamente desse momento bandido,
Em que te roubei pra mim...

Antes do primeiro raio de sol, retornarei ao meu mundo,
Deixando tatuado em teu corpo as marcas meu Amor,
Um Amor meio vagabundo, despojado, muleque...
Mas pra sempre ficará marcado na magia dos seus sonhos.


Luciano Braz























Povo sem memória... Triste história
Não compreende o presente
Não constrói o futuro
Não sabe fazer... Não sabe ser.

(Augusta Schimidt, é professora, autora e poetisa brasileira, nasceu em Campinas (SP) no ano 1950).

Com “esclerose” coletiva nos tornamos facilmente manipuláveis. Uma das raízes de qualquer dominação e alienação de um povo reside na sua falta de memória. A memória por sua vez é diferente da evocação de um passado longínquo e ultrapassado. Ela tem a ver com o guardar intacto o original e o ORIGINÁRIO.
Logo, um povo que deixa cair ou perde a capacidade de ver ou perceber o que origina e fundamenta sua existência, ignora o que fazer e nem sabe mais ser povo. Mais que isto, vira vítima de ideologias e presa fácil de tiranos e manipuladores, de moralistas políticos e religiosos, de falsos profetas presentes nas falas de defesa de um passado já morto e de promessas de um futuro inalcançável.
Um povo sem memória facilmente se perde nas comemorações e agitações carnavalescas de um presente que sempre é usado para camuflar ou esconder a verdade da realidade. Vejam amigos, é aí que a história de um povo se converte em anemia de ações, em pobreza de arte, de pensamento e pensadores, em ausência de poetas e filósofos, em miséria de homens e mulheres sem caráter e autonomia, em cidadãos e lideres políticos desprovidos de ética e honestidade.
No entanto, pode estar justo na falta de memória de um povo a sua chance de ser sacudido e tirado de sua hipnose. Então vamos mudar nossos destinos, recobrar a memória, pôr-se sempre de novo e de modo novo no que nos constitui verdadeiramente como pessoa e como povo.
Quem sabe refletindo sobre isto a gente se torna mais critico e descobre mais “verdades” , a gente resgata informações e produz mais conhecimento, talvez não mudaremos a realidade mas ao menos a compreenderemos melhor.
Li uma frase esta semana que dizia:
“Nada é como se dá. Temos que alterar os fatos, tais como se deram, para poder perceber o que realmente se deu". (Fernando António Nogueira Pessoa, poeta e escritor português, 1888-1935).
Para exercitar esta arte de investigação, criticidade e compreensão de vida, primeiro é necessário saber da própria história.
Vejam, o ilusionista é capaz de distorcer os fatos para induzir os espectadores a novos argumentos.
Mas , dizem que contra os fatos não existem argumentos.

Será que suspeitar dos fatos não seria provocar uma discussão, uma investigação, uma análise mais aprofundada, uma crítica mais apurada na busca da compreensão daquilo que se diz consumado?

Será que boa parte das pessoas não aceita tudo "mansamente" sem fazer nenhum trabalho crítico e investigativo da verdade e, assim, os fatos passam de geração em geração de maneira congelada, formando cidadãos incapazes de ler e perceber o que realmente se deu no que se chama de "fato"?

Não questionar os fatos seria uma forma de bloqueio intelectual e dogmatismo a impedir que as pessoas encontrem a verdade ?

Pensar nisto tudo me deu uma tremenda dor de cabeça!

Jucelino pensando sobre como seria seu palácio em Brasilia e preocupado com o transito lá fora (risos).

A Entrada do Palácio!


o Urbanismo!



Abraços meus amigos, ótima semana a todos, me perdoem a ausência , mas o tempo anda muito escasso, assim que conseguir passo prestigiar suas artes.
Muito Deus a Todos.

25 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, amigo!
Gostei só de ler "Transformar-me"! Sempre o vasto sentimento e generosidade para abordar a falta de sentimento e compaixão. Memória. Encarar a realidade sob esse prisma é muito vantajoso. O ser humano que mergulha fundo em si, recordando o que foi é e será sempre, numa prospecção, desceu subiu centrou-se e saiu conhecendo-se. Pronto para se realizar, permitindo-se e reconhecendo o outro. Atuação criação aperfeiçoamento. Do seu próprio do mundo do mundo de todos.
Povo sem memória fica à sujeito a tudo.
Gosto do seu gosto, da sua atitude, Luciano
Abraços a todos
Boa Semana,
Renata

angela disse...

Luciano
Lindo poema de amor e paixão, sensual e romântico.
O texto sobre a memória é muito pertinente e deve ser pensado com carinho. Nós não só não temos memórias nós a deixamos morrer a cada novo governo e sua "nova" política, seja para a educação, seja para a saúde, moradia, etc e se prestarmos a atenção temos uma repetição infinita de mesmas idéias como se fossem outras, num vai e vem destruidor que não permite ter continuidade suficiente para fazer história.
Acaba sobrando apenas a visão da ineficiência os acertos perde-se a cada quatro anos.
beijos

Fabiano Mayrink disse...

Ola Luciano, que belo poema em forma de memorias!

Um Amor meio vagabundo, despojado, muleque...
Mas pra sempre ficará marcado na magia dos seus sonhos.

um abraço!

Luciana P. disse...

Olá, Luciano, se transformar,se vestir de prazer, ah, que delícia de momentos.. São únicos, inesquecíveis. São momentos etéreos, cobertos de emoções coloridas e com sabor de vida.
Adorei os seus versos e também as fotos do post. Jucelino, nossa, quanto tempo.
Beijos inspiradores de uma ótima semana

Gilson disse...

Linda poesia. Gostei muito.

Abs

(Carlos Soares) disse...

Parabéns,Luciano.Não só pelo poema que é a pura libertação e explanaçao do amor sem limites, em momentos de magia... como a citação de Juscelino. Um abraço e ótima semana

Luciana Klopper disse...

Me perdi nos afazeres e fiquei sem ver vc por uns tempos, mas quanta saudades de tudo aqui, dessas suas palavras tão sábias...parabéns

Francisco Vieira disse...

Bom dia Luciano! Grande post, ao seu nivel usual, sempre rico.

"Entregar-te minha pele e o gosto do meu toque,
Desfrutar do frescor e da textura do teu corpo.
Te sentir espalhada, entregue, rendida aos meus prazeres..."

Valeu a pena haver vivido, se conseguirmos experimentar este tipo de amor...
Abraco e boa semana para si

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Luciano,

Você fala de amor com amor e charme, com tesão e maturidade, com carinho e ternura. É tão bom escrever o amor que nasce a todo momento dentro de nós. Adorei! Olha, já está inscrito na blogagem, resta saber se vai querer participar do sorteio do orkut também. Espero resposta, viu?

Que sua semana seja abençoada, querido amigo.

Rebeca

-

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola! Belo poema e fotas, enfim esse blog está de parabéns!! Um abraço!!

Vivian disse...

...visto-me de encantamento
toda vez que venho aqui.

deixo beijos carinhosos...
e a porta aberta para voltar
depois.

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

Luciano, vc arrasa menino!!parabéns,adoro suas visitas,seus coments são ricos!!ótima semana e bj na alma,ah a Rebca linda é sua blog amiga,adoro-aaa

Mariana disse...

Luciano, como é bom te visitar , pois é a certeza de encontrar belos posts.
beijos

Fernanda de Oliveira disse...

Oi Luciano, vim agradecer o comentário que vc deixou lá no blog hoje, obrigada pelas palavras!

E vc tem razão, sua amizade e vc são demais!!! rsrsrs

Beijoca =)

Pena disse...

Precioso e Enorme Amigo:
Em primeiro, um poema de fascínio. Pureza e muita beleza, como SEMPRE que entro aqui.
Parece elevarmo-nos ao sonho mágico saído da sua sensibilidade gigantesca.
"...Pela janela entreaberta,
Cúmplice de minhas artimanhas,
Uma nesga de luar...
Vestido de prazer vou te procurar!

Entregar-te minha pele e o gosto do meu toque,
Desfrutar do frescor e da textura do teu corpo.
Te sentir espalhada, entregue, rendida..."

Perfeito. Admirável.
As musas dos nossos encantos irão adorar.
Parabéns sinceros. Magistral de fazer maravilhar.
Uma outra narração descrita com brilhantismo e poder crítico sobre a nossa Condição Humana que se mistura na nossa própria hipnose sem fazer, nem mexer algo errado, para transformar em nada um sentir de felicidade por estarmos vivos e presentes.
FABULOSA dissertação feita pelo seu talento grandioso do sentir.
Perfeito!
Abraço amigo forte de respeito e admiração.
Sempre a aconsiderá-lo e a lê-lo com atenção (É uma honra!)

pena

MUITO OBRIGADO pelo brio e génio deixados expressos no meu blogue que gostei muito
Bem-Haja, amigo sincero fabuloso.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Luciano,

Já está inscrito no sorteio do novo orkut, viu? Bacana é esse carinho que você tem com a gente, querido amigo.

Que sua noite seja de luz!

Rebeca


-

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

INSCRIÇÕES PARA BLOGAGEM COLETIVA ENCERRADAS



Aviso sobre o sorteio do NOVO ORKUT:



Acabamos de receber os convites do novo orkut e só vieram 5. Não sabemos se o orkut vai liberar mais convites, mas esperamos a compreensão de todos. Caso o orkut não libere até o dia da blogagem, o restante dos ganhadores irão receber um presente por sedex. Confiam no meu bom gosto? Infelizmente o orkut não nos deixou honrar os 10 convites, mas daremos 5 Bíblias Sagradas, já que estamos perto do natal. O sorteio vai ser pelo site Random. Os 5 primeiros serão ganhadores do convite do novo orkut.

E depois faremos mais 5 sorteios que receberão via sedex o nosso carinho.


-------------


Aviso sobre a BLOGAGEM COLETIVA:


Nós vamos colocar um sistema de votação onde todos os participantes serão incluídos. Não nos achamos no direito de escolher nenhum conto ou texto. Até porque todos nós, que amamos a palavra, sabemos que cada um tem sua magia. Então Jota Cê e eu vamos colocar do lado direito uma votação. Os 10 textos mais bem votados receberão o layout ou o scrapbooking digital que será feito pela Lelinha da Fábrica de Layouts.

-------------

Se eu pudesse, eu juro, daria um abraço com cheiro de Néctar da Flor, bem forte, em todos vocês...


Beijos jogados no ar, sempre!


-

Majoli disse...

Oi meu querido, que poema extasiante, ah que delícia...li e reli e amei por demais.
Ah eu quero uma noite mágica como esta.

És um poeta e tanto...parabéns.

Amei o vídeo também, você tem um bom gosto incrível.

Beijos com muito carinho.

Ah, obrigada por tua presença lá no rabiscos, adoro quando apareces.

Everson Russo disse...

É sempre bom trasformar a vida, mudar o rumo, o cenario, e se for uma transformação de amor, melhor ainda...abraços amigo poeta, um belo dia pra ti..

Mariana disse...

Luciano!
Estou aqui para desejar-te um final de semana cheio de paz, alegria e muita proteção Divina para ti e para os teus.
beijos e um grande abraço.

Sandra Botelho disse...

Nossa o poema é lindo, o texto é lindo, o video é maravilhoso.
Amei de verdade, amei vou colocar este video em meu canal no youtube.
Bjos no coração!

Anônimo disse...

Transformações são sempre necessárias na existência humana. Há fatos e pessoas que transformam a nossa história para melhor. Marcando a sua passagem para sempre.
Estou sempre aqui lendo e absorvendo de suas palavras algo que tanto preciso.
Beijos

Poeta Mauro Rocha disse...

"Quero ser essa metamorfose ambulante" e é assim que somos, uma transformação de idéias, sentimentos e coisas afins, ótimo seu texto. Um abraço!!

Pena disse...

Reli e Adorei.
Deve ser um Ser Humano fantástico.
Parabéns pelo Post de encantar.
Abraço de amizade.
Já tinha comentado.
Sempre a lê-lo atentamente, o que é uma honra imensa.

pena


"Gritante" de magia pura, amigo Gigantesco.
Bem-Haja!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Acabei de chegar de viagem e Jota Cê ainda está voando, chega só à noite. Estou com tanta saudade de vocês, acreditam? Esse carinho pelas palavras faz uma falta, mas sei que vocês sabem que essa ausência foi por uma boa causa. Amanhã é nossa blogagem coletiva e vou esclarecer o método para alguns que não entenderam:

1- Todos os participantes vão ter que postar o seu conto/texto no seu blog com o selo da postagem.
2- Só vai participar do sorteio do orkut e das bíblias quem participou da blogagem
3- O sorteio do orkut vai ser pelo randon e vou dar um jeito pra ser filmado no dia 25/11
4- A votação da blogagem começa no dia 25/11 e todos os participantes irão concorrer.

Agora vou ver se durmo um pouco... tô numa saudade que nem sei... a distância maltrata, mas o amor acarinha com aquele dengo danado de bom.

Beijos jogados no ar, sempre!

Rebeca


-