domingo, 17 de janeiro de 2010

Conexão ...



Olá meus queridos amigos (as), então finalmente minha primeira postagem em 2010.
Estive a pensar o que deveria escrever nesta primeira aparição, algo que pudesse ser útil, inteligente e que valesse a pena ser lido. Isto me deixou apreensivo, afinal tenho 76 fieis amigos e a responsabilidade de deixá-los no mínimo irritados (risos) com minha forma de guardar meus sentimentos e expor minhas concepções. Pensei dez vezes se eu tentaria escrever algum poema que pudesse expressar meu estado de espírito diante das últimas emoções ou falar minha opinião sincera sobre A movimentação mundial diante das profecias que vem se cumprindo e mexendo com os ânimos da humanidade.

O fato é que não sou de muitas palavras
Nunca fui!
Não parece, mas existe em mim uma necessidade de silêncio premente,
Limito-me a dizer o insondável,
O extremamente necessário
O urgente... O aflitivo,
Não que o seja da minha parte
Mas sim dos outros, que com olhos postos aguardam,
Expectantes
Umas quaisquer palavras,
Numa ânsia desmedida
De as conhecer
De as beber
E assim pronuncio-as... só por isto ...


Tenho refletido sobre Einstein e sua idéia de que A é um sucesso na vida. Então A é igual a X+Y+Z, onde para X atribuo trabalho, Y = Diversão e Z é manter a boca calada.

As vezes percebo que as palavras perdem o significado que tinham antes de proferidas
Como se de uma magia qualquer se tratasse e o poder só existisse enquanto fechado, Secreto e sacramentado.
Digo-as com tanta sede e são interpretadas como banais, iguais,
Punhais de terrível traição.

Então para não errar nesta postagem e não falar o que não devo, abro mão das minhas palavras e deixo aqui uma Poesia de Verdade, daquelas que uma vez dita, se torna eternidade na vida daqueles que já sentiram saudades mas não se permitem entregar-se à solidão.

Um presente para vocês, a poesia CONEXÃO, de ©Siomara Reis Teixeira, minha amiga e sensacional poetisa.
Para acompanhar a leitura parafraseio meus desejos a todos vocês neste novo ano através da canção que ouvem. Então só me resta dizer FAÇAM VALER A VIDA !

No obstante hoje não falarei de amor exceto por uma frase que preciso proferir:
O amor não é uma coisa que tu podes prender ou soltar fora de casa quando bem entenderes.
Isso chama-se cachorro.
O amor é outra coisa ...




Para vocês:

Conexão

Não quero a minha ou a tua solidão
Espreitando através das paredes,
Projetando lembranças do passado
Ou [re] inventando fantasmas no presente.

Não quero a minha ou a tua solidão
Arrancando suspiros de tempos idos
E deixando inertes os reais sentidos

Não quero a minha ou a tua solidão,
[Con] clamando falsas alegrias,
Fantasiando, efêmeras ilusões.

Não quero a minha ou a tua solidão,
Concatenando estradas vis de desilusões
A emaranhar sonhos em insones realidades

Não quero a tua ou a minha solidão,

Aqui...Entre nós dois!



Abraços, respeito e admiração, ótima semana a todos.
Se precisarem de mim é só chamar, eu continuo por ai seguindo pelos trilhos da vida ...
Luciano Braz










16 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Demais, amigo!
Adorei as poucas palavras com tanto Amor e bom humor. Não ferem e jamais vão ferir.
As suas e as de Siomara.
Deixo-lhe estas emprestadas para todos:
*Entre nós não há termos de comprimisso/Há compromisso de nos termos* (Ronaldo Cunha Lima)
Abraços e Felicidades a todos
Obrigada.
Renata

Ângela Coelho disse...

Adorei teu pensamento sobre o Amor e a poesia da Siomara é muito boa.
Beijos.

Francisco Vieira disse...

Ora viva, Luciano!

Seja bem regressado a este mundo virtual, mas cujos sentimentos sao bem reais.

So assim se explicam as saudades que sentimos das pessoas, por mais desconhecidas que elas nos sejam


Um abraco e uma boa semana para si

Jou Jou Balangandã disse...

Olá, passando pra te deseja um excelente ano de 2010!
Bjous

Sandra Botelho disse...

As vezes percebo que as palavras perdem o significado que tinham antes de proferidas.

Acho que é isto que eu sempre quis dizer mas nunca soube como.
Nunca consigo proferir em palavras aquilo que realmente sinto.
Por isso gosto de escrever e ficar mais em silencio.
Gosto de observar...
Isso me eleva, me faz aprender.
Amei tudo...
Bjos meus e uma linda semana!

Siomara Reis Teixeira disse...

Então sabe, eu ate resolvi vir espiar e logada(?), veja só...Ñ lembrava nem a senha, pra ver a qto tempo ñ venho por aqui. Q dizer? Q tdo é muito lindo, em cada linha, em cada letra vejo 1 pouco de vc e q minha poesia...Bem, até q ficou bonitinha rs
Tdo meu carinho e minha admiração.
Obrigada!

Gilson disse...

Luciano, meu amigo, já estava sentindo muita falta de seus posts e de seus comentários lá no Momentos Compartilhados.
Que bom que você está bem e que post legal, pensou....pensou....e arrebentou.
Saudades

Majoli disse...

Oi sumidooooooo...rsrs
Estava com muita saudades de você, aliás estou ainda, pois pra matar a saudade tem que ir me ver lá no Rabiscos...minha postagem de final de ano tem uma lembrancinha pra você, quero muito que a leia, tá?

Adoro te ler, sempre.
Espero que estejas bem.
Beijos de saudade e de ♥ pra ♥.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Luciano.
Você custa a aparecer mas, quando aparece sempre nos presenteia com belas postagens como essa. Valeu.
Abração

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Bem vindo a 2010!! E me avise quando tiver muitas palavras, pois com poucas já tá de bom tamanho, fico aimaginar com muitas!

Um abraço!!

Rosamaria disse...

Luciano, seja bem vindo a 2010, que promete ser uma ano maravilhoso por aqui com este começo.
Gostei do teu post, gostei da tua frase.
Bjim.

Pena disse...

Admirável Amigo:
Um Post fascinante e perfeito de talento gigante.
Parabéns sinceros.
Também concordo em tudo com o que refere no final do texto.
Não quero exactamente, o que não quer.
Abraço de amizade e forte respeito pela sua imensa significação na Blogosfera enorme.
Sempre a admirá-lo

pena


Fabuloso post.
Bem-Haja, sensível amigo de bem.

Saulo Prado disse...

"Faça valer todo seu tempo
Faça da vida um contentamento
Seja você todo momento
Em um estrondoso barulho do silêncio..."

Que bom voltar aqui meu amigo e ler e ouvir seus reflexos...

Quero aproveitar e te convidar para conhecer meu novo mundo é só acessar: www.sauloprado.blogspot.com

Vou ficar muito feliz em ver você por la, pois, sua presença sempre alegra Meu Mundo Quadrado...

Mari Amorim disse...

Olá Luciano,
desculpe-me pela péssima memória,
mas é sempre bom,verificar que fizemos escolhas acertadas.
Boas energias!
Mari

Elcio Tuiribepi disse...

OLá Luciano...rapaz,fico grato por sua presença lá no Verseiro com palavras sempre de incentivo e carinho...
Existem pessoas que tem umagrandeza interior aparente...você me parece ser uma dessas pessoas pela forma como interage, pelo significado que aqui em seu blog exprime suas palavras e sentimentos...
Que bom que me descobriu por lá...
A recíproca é verdadeira...
Fiz um poema sobre as palavrase breve devo postá-lo, palavras se vão ao vento, é uma verdade, mas quando imbuidas de bons sentimentos tem vida longa dentro da alma da gente...
Belo poema de sua amiga
Um abraçõa na alma..bjo no coração grande...

willa Albuquerque disse...

Me encantei pelo seus textos!

*Estou seguindo você,
:)beijos.